2 de mar de 2008

Retrato


Cecília Meireles

Eu não tinha este rosto de hoje,
Assim calmo, assim triste, assim magro,
Nem estes olhos tão vazios,
Nem o lábio amargo.

Eu não tinha estas mãos sem força,
Tão paradas e frias e mortas;
Eu não tinha este coração
Que nem se mostra.

Eu não dei por esta mudança,
Tão simples, tão certa, tão fácil:
- Em que espelho ficou perdida
A minha face?


Foot: Experimentação #8 de João Castela Cravo

Um comentário:

Thiago Oliveira disse...

Um clássico esse,se não me engano foi um dos textos que caíram no vestibular da UFPB ano passado.

Eu não sou um conhecedor da literatura,mas acho esse poema muito triste,de alguém já sem esperanças,decepcionada ao olhar o que se tornou...

Se não for bem por ai pode me corrigir!

Se puder da uma passada no meu blog!

http://itsaboutarevolution.blogspot.com/

Related Posts with Thumbnails