3 de mar de 2008

Doces diabos

Paulino Vergetti Neto

Santos de mim
em diabos vivam
e procriando sintam
os pecados sadios que os meus desejos
desejam.

Morra e viva tudo
e o que de mim nascer
nunca seja um absurdo
e que minh’alma ame
e até enlouqueça
quando beijar alguma boca
cheia de palavras presas e santas.

Santos de mim,
matem o que não me for desejado
e entre brasas
vivam meus vadios pecados
docemente congelados
e vivamente permitidos.


Enviado ao meu Orkut por Priscila Prisca
Publicado no Recanto das Letras em 01/03/2008
Foto: dark side

Nenhum comentário:

Related Posts with Thumbnails