15 de abr de 2010

Do amoroso esquecimento

Mário Quintana
Eu, agora - que desfecho!
Já nem penso mais em ti...
Mas será que nunca deixo
De lembrar que te esqueci?

(Espelho Mágico)

Foto: Sem título de Babeffe

Um comentário:

Geraldo Brito (Dado) disse...

Serve bem para mim esse poema do Quintana... Parabéns pelo blog!

Related Posts with Thumbnails