9 de ago de 2010

Simbiótico


Nane Martins


Você preenche a sua falta em mim
E fantasio em você que sou eu também em mim
Me olho e me esvazio
pra no instante seguinte me transbordar  de você.
Que instante singular me frutifica a alma?
Esse solar instante que irradia a noite calma.

Você ...

Eu...

E  te amo sem medo de você me inundar.






Ao som de Vander Lee (Contra o tempo)

Foto: Amor___by_MyLittleWorld

4 comentários:

Léo Santos disse...

Nossa... Deu até pra visualizar... Só não sei quem era tu no meio de tantos "eus" e "vocês"... Completamente, ligados, relacionados, conectados, enfim... Simbiótico!

Um abraço!

A.S. disse...

Nane...

É aqui que as mãos
tocam o esplendor
preenchem todos os vazios,
com caricias
na ponta dos dedos,
acendendo
as silabas do poema
e um sol na lingua...


BeijOOO
AL

jefhcardoso disse...

Amar é assim, não ter medo de se doar, reconhecer no outro o que não reconhecia em si.
Jefhcardoso do
http://jefhcardoso.blogspot.com

Pipa. Agora eu era o herói. disse...

Nada como ler um belo poema ao som de Vander Lee...


Teu poema me cobriu até cabeça.
De tanto amor...


Abraço meu

Related Posts with Thumbnails