13 de ago de 2010

A fome do primeiro grito


Hilda Hilst(1930-2004)

Se te pareço noturna e imperfeita
Olha-me de novo. Porque esta noite
Olhei-me a mim, como se tu me olhasses.
E era como se a água
Desejasse

Escapar de sua casa que é o rio
E deslizando apenas, nem tocar a margem.

Te olhei. E há tanto tempo
Entendo que sou terra. Há tanto tempo
Espero
Que o teu corpo de água mais fraterno
Se estenda sobre o meu. Pastor e nauta

Olha-me de novo. Com menos altivez.
E mais atento.




De Júbilo Memória Noviciado da Paixão (1974)
A delicia da poesia de Hilda, se a melosidade dos piegas. Perfeita assim ela  o é.
E abaixo a originalidade e a força da voz de Marianne, inconfundivelmente forte! Adoro.




Ao som de Marianne Faithfull - (So sad)
Foto: Into dust... by ~ALEXANDRA-BANUT

Related Posts with Thumbnails