16 de abr de 2008

Aquele senhor que desde a infância me conhece

Reinaldo Ferreira*
Com que direito se enternece
Quando me vê?
Que mal lhe fiz, que me quer bem?
Porque motivo me diz só
Coisas que, se as soubesse, esqueceria,
Hirtas, mortas,
Coisas cheias de pó
E de melancolia?
*Do Livro 6, Um voo cego a nada
Foto: Ainda não de Vitor NUnes

Nenhum comentário:

Related Posts with Thumbnails