9 de jan de 2009

Benoîte Groult,no livro “Um toque na estrela”

Benoîte Groult,no livro “Um toque na estrela”

“No início,cada indivíduo tinha sua cota de destino. A fatalidade, como se diria (…). Triste perspectiva para mim, que amo o improviso e as fendas da existência por onde se infiltram os milagres. É por isso que adoro embaralhar as cartas. Acender a fagulha de um olhar para fazer nascer o amor onde não se esperava”

Foto: waiting de youngdoo

2 comentários:

Anônimo disse...

LI o livro duas vezes e quero ler mais até incorporá-lo ....
Moira é a inexorável Deusa do Destino de todos nós.

Safiyyah disse...

O que dizer dessa perfeição de livro,que nos diz exatamente oque precisamos saber.Rico em detalhes e emoções...

Related Posts with Thumbnails