11 de dez de 2007

Soberano Desprezo

De Braulio Tavares lindamente cantada por Renata Arruda


Sabe o que é que você é para mim
É uma ponta de cigarro
Apagada numa xícara de café num botequim


Sabe o que é que você é na minha lembrança
É um compacto simples
Que a gente curte um certo tempo e depois cansa

Sabe o que é que você é pra esse cara aqui
É um pára-quedas da Fab daquele
Que nunca abre na horinha de abrir

Sabe o que é que você é no meu pensamento
É a emoção de uma paquera
Que na hora em que já era, degenera em casamento

Sabe o que é que você é para o meu coração
É aquele troco de centavos
Que a gente até esquece de pedir no lotação

Sabe o que é que você é para esse poeta
É o velho velocípide depois que a gente ganha
A primeira bicicleta

Sabe o que é que você foi na minha vida
Foi um penalty chutado para fora
No finzinho da partida

Sabe o que é que você é meu amor
É um dente doente que se arranca de pexeira
Pra parar de sentir dor


Foto: A espera...de Antonio Ramos

Nenhum comentário:

Related Posts with Thumbnails