18 de jun de 2010

José Saramago (1922 - 2010)


"Os bons e os maus resultados dos nossos ditos e obras vão-se distribuindo, supõe-se que de uma maneira bastante uniforme e equilibrada, por todos os dias do futuro, incluindo aqueles, infindáveis, em que já cá não estaremos para poder comprová-lo, para congratularmo-nos ou para pedir perdão, aliás, há quem diga que é isto a imortalidade de que tanto se fala."


"Para temperamentos nostálgicos, em geral quebradiços, pouco flexíveis, viver sozinho é um duríssimo castigo"

"Todos sabemos que cada dia que nasce é o primeiro para uns e será o último para outros e que, para a maioria, é so um dia mais."
"Gostar é provavelmente a melhor maneira de ter, ter deve ser a pior maneira de gostar."

"É preciso variar, se não tivermos cuidado a vida torna-se rapidamente previsível, monótona, uma seca."

"O mundo é tão bonito e eu tenho tanta pena de Morrer" (Saramago citando sua avó)


"Há situações na vida em que já tanto nos dá perder por dez como perder por cem, o que queremos é conhecer rapidamente a última soma do desastre, para depois, se tal for possível não voltarmos a pensar mais no assunto."

"Ser-se homem não deveria significar nunca impedimento a proceder como cavalheiro"
 
Foto: http://durodrigues.files.wordpress.com/2009/10/jose-saramago.jpg

Nenhum comentário:

Related Posts with Thumbnails