13 de nov de 2009

Alexandre O'neill



Alexandre O'Neill

Nesta curva tão terna e lancinante
que vai ser que já é o teu desaparecimento
digo-te adeus
e como um adolescente
tropeço de ternura
por ti.

Foto: 3 de Ricardo Costa

Um comentário:

GM disse...

Sem querer, como os grandes passos que damos, em busca destes versos vim aqui ter e deliciei o olhar... Adoro poesia e acho tocante este seleccionar de palavras, versos, imagens de outros que antes de nós já conseguiram tocar as cordas d'Alma. Escrevo também e quando puderes vem visitar-me. Bem-haja por este encantador recanto***
http://paixoesemleque.blogspot.com/

Related Posts with Thumbnails