30 de jun de 2010

O meu amor


Chico Buarque

O meu amor tem um jeito manso que é só seu
E que me deixa louca quando me beija a boca
A minha pele toda fica arrepiada
E me beija com calma e fundo
Até minh'alma se sentir beijada

O meu amor tem um jeito manso que é só seu
Que rouba os meus sentidos, viola os meus ouvidos
Com tantos segredos lindos e indecentes
Depois brinca comigo, ri do meu umbigo
E me crava os dentes

Eu sou sua menina, viu? E ele é o meu rapaz
Meu corpo é testemunha do bem que ele me faz

O meu amor tem um jeito manso que é só seu
Que me deixa maluca, quando me roça a nuca
E quase me machuca com a barba mal feita
E de pousar as coxas entre as minhas coxas
Quando ele se deita

O meu amor tem um jeito manso que é só seu
De me fazer rodeios, de me beijar os seios
Me beijar o ventre e me deixar em brasa
Desfruta do meu corpo como se o meu corpo
Fosse a sua casa

Eu sou sua menina, viu? E ele é o meu rapaz
Meu corpo é testemunha do bem que ele me faz

Foto: de Ree Underscore

29 de jun de 2010

Ao final do túnel?

Nane Martins

Penso que quero um momento insone
Um instante pra aterrisar num mundo.
Um mundo grande, complexo, incerto.
Nada de pesponto, nada de linhas retas
quero as regras quebradas, 
as casas destelhadas
os lençois desarrumados
os linhos amassados.
Nada de momentos eternos.
A repetição e a certeza me torturam.
E o que fazer ao final do túnel?
quebrar correntes?
desfiar os fios?
desfazer os nós?
O que fazer ao final do túnel?

Eu vou tornar desnecessário o indispensável
Mas me recuso, incansável e teimosamente
a arrumar os lençois!




Foto: Anna_Mygal__Kharkiv__Ukraine_by_BenoitPaille

28 de jun de 2010

Clarice Lispector


(...) Orgulho não é pecado, pelo menos não grave: orgulho é coisa infantil em que se cai como se cai em gulodice. Só que orgulho tem a enorme desvantagem de ser um erro grave, com todo o atraso que erro dá à vida, faz perder muito tempo. (...)






Texto extraído do livro "A Descoberta do Mundo", Editora Rocco - Rio de Janeiro, 1999.
Foto: SHE__S_A_LADY_by_5blo0oh 

27 de jun de 2010

Ao que importa

Cáh Morandi

Desisti de salvar o mundo
quero salvar somente o dia
salvar a alegria do nosso encontro
então me preocupo em manter
a doçura do rosto
a leveza do traço
o balançar do corpo
meu corpo em teu abraço
então me despreocupo
me ocupo ao teu agrado
é isso que vale
o resto ao acaso

Foto:silent_lucidity_by_gocealice

22 de jun de 2010

VONTADE DOCE

Maria Mamede

Tenho vontade
duma coisa doce
como se fosse vontade de ti
Tenho vontade
de uma coisa suave
como canto de ave
que encanta e sorri.
Tenho vontade de algo diferente
que deixa semente
agora e aqui
Tenho vontade
de dizer ao mundo
que doí, muito fundo
a vida , sem ti."
Foto: Memórias da pele de Elsa Mota Gomes

21 de jun de 2010

A Dança

Pablo Neruda

Não te amo como se fosse rosa de sal, topázio
Ou flecha de cravos que propagam fogo:
Te amo como se amam certas coisas obscuras,
Secretamente, entre a sombra e a alma.

Te amo como a planta que não floresce e
Leva dentro de si, oculta, a luz daquelas flores.
E graças a teu amor, vive oculto em meu
Corpo o apertado aroma que ascende da terra.

Te amo sem saber como, nem quando, nem onde.
Te amo diretamente sem problemas nem orgulho;
Assim te amo porque não sei amar de outra maneira,

Senão assim, deste modo, em que não sou nem és.
Tão perto de tua mão sobre meu peito é minha,
Tão perto que se fecham teus olhos com meu sonho.
Foto: lifeless 9 de Jacob Lopes


18 de jun de 2010

José Saramago (1922 - 2010)


"Os bons e os maus resultados dos nossos ditos e obras vão-se distribuindo, supõe-se que de uma maneira bastante uniforme e equilibrada, por todos os dias do futuro, incluindo aqueles, infindáveis, em que já cá não estaremos para poder comprová-lo, para congratularmo-nos ou para pedir perdão, aliás, há quem diga que é isto a imortalidade de que tanto se fala."


"Para temperamentos nostálgicos, em geral quebradiços, pouco flexíveis, viver sozinho é um duríssimo castigo"

"Todos sabemos que cada dia que nasce é o primeiro para uns e será o último para outros e que, para a maioria, é so um dia mais."
"Gostar é provavelmente a melhor maneira de ter, ter deve ser a pior maneira de gostar."

"É preciso variar, se não tivermos cuidado a vida torna-se rapidamente previsível, monótona, uma seca."

"O mundo é tão bonito e eu tenho tanta pena de Morrer" (Saramago citando sua avó)


"Há situações na vida em que já tanto nos dá perder por dez como perder por cem, o que queremos é conhecer rapidamente a última soma do desastre, para depois, se tal for possível não voltarmos a pensar mais no assunto."

"Ser-se homem não deveria significar nunca impedimento a proceder como cavalheiro"
 
Foto: http://durodrigues.files.wordpress.com/2009/10/jose-saramago.jpg

Eu luminoso não sou

José Saramago


Eu luminoso não sou. Nem sei que haja
Um poço mais remoto, e habitado
De cegas criaturas, de histórias e assombros.
Se, no fundo poço, que é o mundo
Secreto e intratável das águas interiores,
Uma roda de céu ondulando se alarga,
Digamos que é o mar: como o rápido canto
Ou apenas o eco, desenha no vazio irrespirável
O movimento de asas. O musgo é um silêncio,
E as cobras-d'água dobram rugas no céu,
Enquanto, devagar, as aves se recolhem.


(in PROVAVELMENTE ALEGRIA, Editorial CAMINHO, Lisboa, 1985, 3ª Edição)
Foto: Anzol de António Gralheira

16 de jun de 2010

Martha Medeiros

Martha Medeiros
 

"Mas não se esqueça: Assim como não se deve misturar bebidas, 
misturar pessoas também pode dar ressaca."




Foto: Midnight_by_Marisilme

Penélope

David Mourão-Ferreira

mais do que um sonho: comoção!
sinto-me tonto, enternecido,
quando, de noite, as minhas mãos
são o teu único vestido.

e recompões com essa veste,
que eu, sem saber, tinha tecido,
todo o pudor que desfizeste
como uma teia sem sentido;
todo o pudor que desfizeste
a meu pedido.

mas nesse manto que desfias,
e que depois voltas a pôr,
eu reconheço os melhores dias
do nosso amor. 

Foto: 3ª Foto do dia 15.05.2010 de Luís Mendonça

12 de jun de 2010

Namorados

M. Kiffer

Há tempos...
quando estava a caminho, voltavam,
quando me virava, seguiam,
quando chegava, saiam,
quando saia, entravam...
quando parava, andavam
quando olhava, não viam
quando comia, bebiam...


Hoje...
vamos e voltamos juntos !

Fotos: coisas do amor de José Eduardo
 e coisas do amor de Rui Gouveia

Um Amor Puro

Djavan


O que há dentro do meu coração
Eu tenho guardado pra te dar
E todas as horas que o tempo
Tem pra me conceder
São tuas até morrer
E a tua história, eu não sei
Mas me diga só o que for bom
Um amor tão puro que ainda nem sabe
A força que tem
é teu e de mais ninguém
Te adoro em tudo, tudo, tudo
Quero mais que tudo, tudo, tudo
Te amar sem limites
Viver uma grande história
Aqui ou noutro lugar
Que pode ser feio ou bonito
Se nós estivermos juntos
Haverá um céu azul
Um amor puro
Não sabe a força que tem
Meu amor eu juro
Ser teu e de mais ninguém
Um amor puro

Foto:Love is in the air (not really!) de Vasco Ribeiro

10 de jun de 2010

Cazuza, como sempre poético

"O que salva a gente é a futilidade" 
(Cazuza)

Foto: Je n'aime pas. de Pedro Cabrral

A TODOS...

Martha Medeiros
A todos trato muito bem
sou cordial, educada, quase sensata,
mas nada me dá mais prazer
do que ser persona non grata
expulsa do paraiso
uma mulher sem juízo, que não se comove
com nada
cruel e refinada
que não merece ir pro céu, uma vilã de novela
mas bela, e até mesmo culta
estranha, com tantos amigos
e amada, bem vestida e respeitada
aqui entre nós
melhor que ser boazinha 
é não poder ser imitada. 
Foto: Elisabeth's Hat  de Elisabethbutterfly

Alê Quites

"Não vou abandonar meu cão na porta do vizinho,
nem deixar as contas vencidas.
não deixarei tickets e vales no bolso da calça jeans,
nem chicle extra para emergências.
não esquecerei calcinhas no varal,
nem os presentes de Natal.
o que deixo já é crescido e preparado.
não deixaria nada para outro refazer ou apenas esquentar.
não partiria em fuga, nem mesmo por frustração.
parto por amor próprio, por paixão pela natureza,
por acreditar que serei mais útil em outro lugar,
por escolha e pela certeza que o novo logo vai começar.
levo boas recordações, deixo saudades, o meu novo endereço
e aquele convite para um encontro em breve.
como uma pipa, leve. Leve!"

Foto: praia no Rn - de Paulo Rgério

1 de jun de 2010

TERNURA




Vinicius de Moraes

Eu te peço perdão por te amar de repente
Embora o meu amor seja uma velha canção nos teus ouvidos
Das horas que passei à sombra dos teus gestos
Bebendo em tua boca o perfume dos sorrisos
Das noites que vivi acalentando
Pela graça indizível dos teus passos eternamente fugindo
Trago a doçura dos que aceitam melancolicamente.
E posso te dizer que o grande afeto que te deixo
Não traz o exaspero das lágrimas
nem a fascinação das promessas
Nem as misteriosas palavras dos véus da alma...
É um sossego, uma unção,um transbordamento de carícias
E só te pede que te repouses quieta,muito quieta
E deixes que as mãos cálidas da noite
encontrem sem fatalidade
o olhar estático da aurora.

Foto: Hong Kong de Ni Francisco

anDO

 

ando com o rabo baixo
entre as patas,
entre as pernas,
entre pintas, unhas e músculos.

ando de salto baixo
de passos longos,
de passos soltos,
de passos de uvas passas.

ando atropelando uns e sou atropelada por outros.

Foto:de Alexandre Bravo
Related Posts with Thumbnails