29 de set de 2010

Martha Medeiros


de mim, que tanto falam
quero que reste
o que calei
que tanto rezam por mim
quero que fique
o que pequei
de mim, que tanto sabem
quero que saibam
que não sei.





Foto: lost by =andrea-h

Divagações

Marisa Vieira
letras que
separam
palavras que
se encaixam
pensamento suspira:
"ah! As liras do amor..."
...excedem meu entendimento.






Foto: clair de lune. by m0thyyku

25 de set de 2010

     Eugénio de Andrade




Diz homem, diz criança, diz estrela.
Repete as sílabas
onde a luz é feliz e se demora.

Volta a dizer: homem, mulher, criança.
Onde a beleza é mais nova.





Foto: Atumn kiss by krowka7

24 de set de 2010



Manoel de Barros



"O maior apetite do homem é desejar ser.
Se os olhos vêem com amor o que não é, tem ser."





Ao som de Los Hermanos (Cara Estranho)
Foto: Reflexão da minha querida amiga Ana Cecília

23 de set de 2010

Se Puder Sem Medo

Oswaldo Montenegro



Deixa em cima desta mesa a foto que eu gostava
Pr'eu pensar que o teu sorriso envelheceu comigo
Deixa eu ter a tua mão mais uma vez na minha
Pra que eu fotografe assim meu verdadeiro abrigo
Deixa a luz do quarto acesa a porta entreaberta
O lençol amarrotado mesmo que vazio
Deixa a toalha na mesa e a comida pronta
Só na minha voz não mexa eu mesmo silencio
Deixa o coração falar o que eu calei um dia
Deixa a casa sem barulho achando que ainda é cedo
Deixa o nosso amor morrer sem graça e sem poesia
Deixa tudo como está e se puder, sem medo
Deixa tudo que lembrar eu finjo que esqueço
Deixa e quando não voltar eu finjo que não importa
Deixa eu ver se me recordo uma frase de efeito
Pra dizer te vendo ir fechando atrás da porta
Deixa o que não for urgente que eu ainda preciso
Deixa o meu olhar doente pousado na mesa
Deixa ali teu endereço qualquer coisa aviso
Deixa o que fingiu levar mas deixou de surpresa
Deixa eu chorar como nunca fui capaz contigo
Deixa eu enfrentar a insônia como gente grande
Deixa ao menos uma vez eu fingir que consigo
Se o adeus demora a dor no coração se expande
Deixa o disco na vitrola pr'eu pensar que é festa
Deixa a gaveta trancada pr'eu não ver tua ausência
Deixa a minha insanidade é tudo que me resta
Deixa eu por à prova toda minha resistência
Deixa eu confessar meu medo do claro e do escuro
Deixa eu contar que era farsa minha voz tranqüila
Deixa pendurada a calça de brim desbotado
Que como esse nosso amor ao menor vento oscila
Deixa eu sonhar que você não tem nenhuma pressa
Deixa um último recado na casa vizinha
Deixa de sofisma e vamos ao que interessa
Deixa a dor que eu lhe causei agora é toda minha
 
Deixa tudo que eu não disse mas você sabia
Deixa o que você calou e eu tanto precisava
Deixa o que era inexistente e eu pensei que havia
Deixa tudo o que eu pedia mas pensei que dava




Foto: I_love_you_forever_by_MaoMisa

22 de set de 2010



Ariano Suassuna



"Que eu nao perca a vontade de ter grandes amigos,
mesmo sabendo que,
com as voltas do mundo,
eles acabam indo embora de nossas vidas"






Ao som de Roberto Carlos (Amor sem Limite)
Foto: best_friends_by_Bethany____Joy

21 de set de 2010

Briza Mulatinho


"Que todo mundo tenha um amor quentinho.
Descanso pro complicado do mundo.
Surpresa pra rotina dos dias.
A quem esperar.
De quem sentir saudades.
Um nome entre todos.
O verso mais bonito.
A música que não se esquece.
O par pra toda dança.
Por quem acordar.
Com quem sonhar antes de dormir.
Uma mão pra segurar,
um ombro pra deitar,
um abraço pra morar.
Um tema pra toda história.
Uma certeza pra toda dúvida.
Janela acesa em noite escura.
Cais onde aportar.
Bonança, depois da tempestade.
Uma vida costurar na sua,
com o fio comprido do tempo."





Foto: kiss_by_Bixxus


 
A felicidade rouba a poesia
dos pobres e tolos poetas,
inspirados pela tristeza
e melancolia
pelos amores vis,
pelos becos e boêmia.
A felicidade me levou,
não sei quando vou voltar.






20 de set de 2010


Mário Quintana

"...E que fique muito mal explicado. 
Não faço força para ser entendido. 
Quem faz sentido é soldado..."





Foto: auto-retrato de Jovelino Matos Almeida

Cazuza





"A vida é tão desconhecida e mágica, 
dorme às vezes do seu lado...calada" 



Foto: no_time_for_feet___by_m0thyyku

Quem de Nós Dois


GianLuca Grignani / Massima Luca versão Ana Carolina


Eu e você
Não é assim tão complicado
Não é difícil perceber...
Quem de nós dois
Vai dizer que é impossível
O amor acontecer...

"Se eu disser que já nem sinto nada 
Que a estrada sem você 
É mais segura 
Eu sei você vai rir da minha cara 
Eu já conheço o teu sorriso 
Leio o teu olhar 
Teu sorriso é só disfarce 
O que eu já nem preciso

Sinto dizer que amo mesmo
Tá ruim prá disfarçar
Entre nós dois
Não cabe mais nenhum segredo
Além do que já combinamos

No vão das coisas que a gente disse
Não cabe mais sermos somente amigos
E quando eu falo que eu já nem quero
A frase fica pelo avesso
Meio na contra mão
E quando finjo que esqueço
Eu não esqueci nada...

E cada vez que eu fujo, eu me aproximo mais
E te perder de vista assim é ruim demais
E é por isso que atravesso o teu futuro
E faço das lembranças um lugar seguro...
Não é que eu queira reviver nenhum passado
Nem revirar um sentimento revirado
Mas toda vez que eu procuro uma saída
Acabo entrando sem querer na tua vida

Eu procurei qualquer desculpa pra não te encarar
Pra não dizer de novo e sempre a mesma coisa
Falar só por falar
Que eu já não tô nem aí pra essa conversa
Que a história de nós dois não me interessa...
Se eu tento esconder meias verdades
Você conhece o meu sorriso
Lê o meu olhar
Meu sorriso é só disfarce
O que eu já nem preciso...


E cada vez que eu fujo, eu me aproximo mais
E te perder de vista assim é ruim demais
E é por isso que atravesso o teu futuro
E faço das lembranças um lugar seguro...
Não é que eu queira reviver nenhum passado
Nem revirar um sentimento revirado
Mas toda vez que eu procuro uma saída
Acabo entrando sem querer na tua vida






Foto: Boulevard of Broken Dreams by NikoWD

17 de set de 2010

Estrada






Mafalda Veiga

Meu amor não quero mais palavras rasgadas.
Nem o tempo cheio dos pedaços de nada.
Não me dês sentidos para chegar ao fim.
Meu amor... só quero ser feliz.

Meu amor não quero mais razões p'ra apagar.
O que nasce e renasce e nos faz acordar.
A loucura faz medo se for medo o teu chão.
Mas é ar e é terra dentro do coração.
É ar e é terra dentro do coração.


Meu amor não quero mais silêncio escondido.
Nem a dor do que cai em cada gesto ferido.
Quero janelas abertas e o sol a entrar.
Quero o meu mundo inteiro dentro do teu olhar.
Eu quero o meu mundo inteiro dentro do teu olhar.

E hoje vê a estrada é feita para seguir.
E hoje sente a vida é feita de sentir.
E hoje vira do avesso o mundo e vê melhor.
Deste lado é mais puro.
É teu, é tão maior.
Deste lado é mais puro.
É meu, é tão maior.

Meu amor não quero mais palavras rasgadas.
Nem o tempo o cheio dos pedaços de nada.
Não me dês sentidos para chegar ao fim.
Meu amor...só quero ser feliz.

Meu amor não quero mais razões p'ra apagar.
O que nasce e renasce e nos faz acordar.
A loucura faz medo se for medo o teu chão.
Mas é ar e é terra dentro do coração.
É ar e é terra dentro do coração.

E hoje vê a estrada é feita para seguir.
E hoje sente a vida é feita de sentir.
E hoje vira do avesso o mundo e vê melhor.
Deste lado é mais puro.
É teu, é tão maior.
Deste lado é mais puro.
É meu, é tão maior.


Foto: to_be__fascinated_by_Pauline_et_moi

As palavras

 
Eugênio de Andrade
 
"São como um cristal,
as palavras.
Algumas, um punhal,
um incêndio.
Outras,
orvalho apenas.
Secretas vêm, cheias de memória.
Inseguras navegam:
barcos ou beijos ?
as águas estremecem.
Desamparadas ,inocentes,
leves,
Tecidas
são de luz e são a noite.
E mesmo pálidas
verdes paraísos lembram ainda.
Quem as escuta?
Quem as recolhe, assim,
cruéis, desfeitas,
nas suas conchas puras?





Foto: the_end__by_m0thyyku

15 de set de 2010


 Nane Martins

Quando eu abri os braços ele estava me esperando.
Se eu abrir o coração ele também estará?





Foto: What's it like there outside by ekhoz
Nane Martins 


Por que se portar estático diante da vida, 
enquanto ela vagueia?





Foto: e_m_p_t_y_by_theredrose100-d2ysic6
Nane Martins

Queria entender, 
não apenas o encantamento da vida,
mas seu CHEIRO!








Foto: momentos_para_sempre_lembrados_by_HugSininho

Desatino

Ana Jácomo


"Tudo que sabemos a respeito do amor é inacabado. A cada pretensa linha de chegada, o nosso entendimento se depara com uma nova linha de partida. A cada porta atravessada, encontramos mais à frente uma outra para ser aberta. Fonte inesgotável de vida, o amor é um caminho que clareia, progressivamente, à medida em que o percorremos. É como se cada passo nosso descortinasse um pouco mais da sua luz. A jornada é feita de dádivas e alegrias, mas também de imprevistos, embaraços, inabilidades, lições de toda espécie. De vez em quando tropeçamos nos trechos mais acidentados. Depois levantamos e prosseguimos: o chamado do amor é irrecusável para a alma. Desistir dele para ela, é como desistir de respirar.


Foto: A_chegada_by_Mortimonos

11 de set de 2010

Ode descontínua e remota para flauta e oboé. De Ariana para Dionísio


Hilda Hilst

Se todas as tuas noites fossem minhas
Eu te daria, a cada dia
Uma pequena caixa de palavras
Coisa que me foi dada, sigilosa

E com a dádiva nas mãos tu poderias
Compor incendiado a tua canção
E fazer de mim mesma, melodia.

Se todos os teus dias fossem meus
Eu te daria, a cada noite
O meu tempo lunar, transfigurado e rubro
E agudo se faria o goza teu.






Ao som de Scorpions (Life is Too short)
Foto: Amor_by_CesarMartin

Tá Bom



Marcelo Camelo

Senta aqui que hoje eu quero te falar
Não tem mistério, não
É só teu coração
Que não te deixa amar
Você precisa reagir
Não se entregar assim
Como quem nada quer
Não há mulher, irmão, que goste desta vida
Ela não quer viver as coisas por você
Me diz, cadê você ai?
E ai, não há sequer um par pra dividir
Senta aqui, espera que eu não terminei
Pra onde é que você foi
Que eu não te vejo mais?
Não há ninguém capaz
De ser isso que você quer
Vencer a luta vã
E ser o campeão
Pois se é no "não" que se descobre de verdade
O que te sobra além das coisas casuais
Me diz se assim está em paz?
Achando que sofrer é amar demais




Ao som de Los Hermans (Tá bom)
Foto: wish for something more by =andrea-h

10 de set de 2010

Briza Mulatinho
 
 
"Sonha acordada e faz planos mirabolantes.
Inventa novas cores pra enfeitar o desenho,
que é sempre dos mais bonitos.
Espalha palavras doces pelo caminho
e espera que as letras sejam devoradas.
E são. Sempre são.

Os corações têm fome de afeto
. "





Foto: dream_by_lunariya



Dom Quixote
"Sonhar o sonho impossível,
Sofrer a angústia implacável,
Pisar onde os bravos não ousam,
Reparar o mal irreparável,
Amar um amor casto à distância,
Enfrentar o inimigo invencível,
Tentar quando as forças se esvaem,
Alcançar a estrela inatingível:
Essa é a minha busca."
Foto: Não sei a autoria

 
 
 
 
 
Marla de Queiroz



"E o seu abraço será a moldura do meu corpo.
E a minha boca o pretexto
para o seu mais demorado beijo (...)
porque o nosso amor
será a coisa mais bonitinha do mundo.."
 
 
 
 
 
 
 
Foto: amor_by_robarTuSonrisa


 
 
Martha Medeiros

 
 
"Sou construída por emoções secretas. 
Podem até comentar sobre mim, 
mas me capturar, só com minha permissão."








Foto: all i need by =andrea-h

6 de set de 2010

Piano Bar

Humberto Gessinger

 
O que você me pede eu não posso fazer
Assim você me perde, eu perco você
Como um barco perde o rumo
Como uma árvore no outono perde a cor.

O que você não pode, eu não vou te pedir.
O que você não quer, eu não quero insistir.
Diga a verdade, doa a quem doer.
Doe sangue e me dê seu telefone.

Todos os dias eu venho ao mesmo lugar,
Às vezes fica longe, impossível de encontrar
Mas, quando o Bourbon é bom
Toda noite é noite de luar.

No táxi que me trouxe até aqui Willie Nelson me dava razão,
As últimas do esporte, hora certa, crime e religião.
Na verdade 'nada' é uma palavra esperando tradução.

Toda vez que falta luz,
Toda vez que algo nos falta
O invisível nos salta aos olhos,
Um salto no escuro da piscina.

O fogo ilumina muito por muito pouco tempo
Em muito pouco tempo, o fogo apaga tudo.
Tudo um dia vira luz.
Toda vez que falta luz
O invisível nos salta aos olhos.

Ontem à noite, eu conheci uma guria
Já era tarde, era quase dia.
Era o princípio num precipício.
Era o meu corpo que caía.

Ontem à noite, a noite tava fria
Tudo queimava, mais nada aquecia.
Ela apareceu, parecia tão sozinha.
Parecia que era minha aquela solidão.

Eu conheci uma guria que eu já conhecia
de outros carnavais com outras fantasias
Ela apareceu, parecia tão sozinha.
Parecia que era minha aquela solidão.





Foto: and_then_i_fell_by_kelphead


Os ombros suportam o mundo
Chega um tempo em que não se diz mais: meu Deus.
Tempo de absoluta depuração.
Tempo em que não se diz mais: meu amor.
Porque o amor resultou inútil.
E os olhos não choram.
E as mãos tecem apenas o rude trabalho.
E o coração está seco.

Em vão mulheres batem à porta, não abrirás.
Ficaste sozinho, a luz apagou-se,
mas na sombra teus olhos resplandecem enormes.
És todo certeza, já não sabes sofrer.
E nada esperas de teus amigos.

Pouco importa venha a velhice, que é a velhice?
Teus ombros suportam o mundo
e ele não pesa mais que a mão de uma criança.
As guerras, as fomes, as discussões dentro dos edifícios
provam apenas que a vida prossegue
e nem todos se libertaram ainda.
Alguns, achando bárbaro o espetáculo
prefeririam (os delicados) morrer.
Chegou um tempo em que não adianta morrer.
Chegou um tempo que a vida é uma ordem.
A vida apenas, sem mistificação.






Ao som de Oração ao Tempo na voz de Djavan
Foto:   A bicicleta imprestável de Vitor Nunes

4 de set de 2010

O menino que carregava água na peneira

Manoel de Barros
Eu tenho um livro sobre águas e
meninos.
Gostei mais de um menino
que carregava água na peneira.
A mãe disse que carregar água na peneira
era o mesmo que roubar um vento e sair
correndo com ele para mostrar aos irmãos.
A mãe disse que era o mesmo que
catar espinhos na água
O mesmo que criar peixes no bolso.
.
O menino era ligado em despropósitos.
Quis montar os alicerces de uma casa sobre orvalhos.

A mãe reparou que o menino
gostava mais do vazio do que o do cheio.
Falava que os vazios são maiorese até infinitos.
Com o tempo aquele menino
que era cismado e esquisito
porque gostava de carregar água na peneira,
com o tempo descobriu que escrever seria
o mesmo que carregar água na peneira.
No escrever o menino viu que era capaz de ser
noviço, monge ou mendigo ao mesmo tempo.
O menino aprendeu a usar as palavras.
Viu que podia fazer peraltagens com as palavras.
E começou a fazer peraltagens.
Foi capaz de interromper o vôo de um pássaro
botando ponto final na frase.

Foi capaz de modificar a tarde botando uma chuva nela.
O menino fazia prodígios.
Até fez uma pedra dar flor!
.
A mãe reparava o menino com ternura.
A mãe falou:
Meu filho você vai ser poeta.
Você vai carregar água na peneira a vida toda.
Você vai encher os vazios com as suas
peraltagens
e algumas pessoas vão te amar por seus
despropósitos




Foto: Book_Of_Oblivion_by_nairafee

Quadrilha



João amava Teresa que amava Raimundo
que amava Maria que amava Joaquim que amava Lili
que não amava ninguém.
João foi para os Estados Unidos, Teresa para o convento,
Raimundo morreu de desastre, Maria ficou pra tia,
Joaquim suicidou-se e Lili casou com J. Pinto Fernandes
que não tinha entrado na história.
 
 
Foto:do imgfave1

Caio Fernando Abreu




" Tive vontade de sentar na calçada da Rua Augusta e chorar, 
mas preferi entrar numa livraria, 
comprar um caderno lindo 
e anotar sonhos."




Foto: Mess_II_by_filipa_marques

Clarice Lispector


"Fique de vez em quando só, senão será submergido. 
Até o amor excessivo pode submergir uma pessoa."






Foto: Remando Sonhos de Margarida Araújo

Millôr Fernandes



"Fique tranquilo: 
sempre se pode provar o contrário." 






Foto": Cão e gato (Não sei de quem é a autoria)

3 de set de 2010

Ausência


Por muito tempo achei que a ausência é falta.
E lastimava, ignorante, a falta.
Hoje não a lastimo.
Não há falta na ausência.
A ausência é um estar em mim.
E sinto-a, branca, tão pegada, aconchegada nos meus braços,
que rio e danço e invento exclamações alegres,
porque a ausência, essa ausência assimilada,
ninguém a rouba mais de mim.





Ao som de Caetano Veloso (Só vou gostar de quem gosta de mim)
Foto: Amor é síntese

Cecília Meireles





"Aprendi com as Primaveras 
a me deixar cortar 
para poder voltar sempre inteira." 






Ao som de Djavan (Sabes mentir)
Foto: Le coeur by `Jules1983

1 de set de 2010

Rindo assim!

Eu continuo aqui
Rindo de mim
Me vendo como nem sei se sou
Me sentindo efêmera
Mas de rara contundência.
Pretensão descontida de encarar o tudo
Nem imagine que vou me conter,
Me prevenir do que possa ser intenso e bom
quero mesmo é a efervescência da vida.
Não olho de canto, de soslaio
pra aquilo que posso encarar de Frente.




Foto: apanhei_o_teu_sorriso__by_dontshiver
Related Posts with Thumbnails